Inspiração da Semana: Sebastião Salgado

13 jul

Semana nova, inspiração nova, e desta vez vamos apresentar para vocês a obra incrível do fotógrafo Sebastião Salgado.

Sebastião Salgado nasceu no interior de Minas, em Aimorés, e bem jovem foi para a cidade grande para estudar, formou-se em Economia e durante o período da ditadura militou contra o golpe. Foi para Paris nesta época com sua esposa e desde este momento não parou mais. Após um tempo largou a Economia para dedicar-se à fotografia e começou a investir nisso, inicialmente fazendo fotojornalismo e em seguida organizando longas expedições fotográficas em diversos cantos do mundo e alavancando assim, seus projetos pessoais.

Após um tempo ficou conhecido como fotógrafo social, por retratar o ser humano em diversas situações (minas, campos de refugiados, aldeias, etc)

A marca de seu trabalho é o preto e branco, além do ângulo inusitado e sensibilidade para captar a profundidade das situações cotidianas, imortalizando  sofrimento e esperança.

Para quem quiser conhecer mais sobre o trabalho incrível deste fotógrafo recomendo o documentário O Sal da Terra, que foi feito para mostrar sua trajetória, ainda em cartaz nos cinemas cult.

Também recomendo os livros, cada livro que ele publicou foi resultado de uma expedição (copiei a lista e o registro da Wikipedia):

Para quem não manja muito do riscado, recomendo explorar um pouco o trabalho deste brasileiro. É incrível e algumas das fotografias vão te deixar arrepiado e em choque.

O site oficial do fotógrafo é este (Instituto Terra), e envolve um trabalho que vai além da fotografia, envolve a recuperação da Mata Atlântica na região da fazenda onde ele cresceu, em Minas, projeto encabeçado por sua esposa. Família incrível. E se formos ver, na verdade, sua trajetória só seria possível por conta da mulher maravilhosa que ele tem, que ficou ao seu lado todos estes anos, cuidou dos filhos, gerenciou e compilou as fotos e exposições e aguentou a barra de ter o marido longe por muitos e muitos anos a fio, e de quebra ainda recuperou alguns hectares de mata nativa, o que só reforça a máxima de que por trás de um grande homem existe uma grande mulher.

Gostou? Me conta!

Beijos e até quinta!

Anúncios

Caso tenha problemas ao comentar, atualize a página (F5) e preencha seus dados sem o email.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: