Do lado esquerdo do peito…. Vem o direito

1 maio

OOOOOOOOOOOOOiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Escolhi hoje falar um pouco da minha profissão…. Sou formada em direito, e sou advogada (como disse a Paula, eu sou s mais legal do blog…kkkk)

Enfim, Sobral Pinto certa vez disse que “a advocacia não é profissão para covardes”, e esta frase todos os advogados gostam muito de citar, mas acho que no meu caso a frase de camiseta de faculdade que é o nome do post me representa mais.

Poderia aqui tecer todas as dificuldades de um advogado, como a desvalorização da profissão, em que tem advogados cobrando R$30,00 para realizar audiência, assinar a peça e assumir a bucha de ser responsável por um ato processual. O fato de que são os próprios advogados quando aceitam honorários aviltantes que desvalorizam a profissão. Poderia falar das dificuldades e mazelas da profissão, mas isso acho que todas tem, que todas estão passando por este momento,

Enfim, acho que melhor falar sobre mim. Desde pequena quis ser advogada, e, ainda hoje, não consigo me ver outra coisa. Com umas e outras coisas que poderiam melhorar, sou bem realizada na minha profissão e como eu fiz para chegar lá:

Bem, primeiro: passei no exame da ordem e consegui minha tão querida vermelhinha (para aqueles que não sabem a carteira profissional do advogado é vermelha). Discussões a parte, para mim, o exame é necessário e toda a sociedade deveria brigar pela sua manutenção. E se vocês vão tentar falar que isso é reserva de mercado, eu respondo que não.A partir daí, comecei a trabalhar em escritórios e também comecei a captar clientes meus, e vou ao fórum, realizo audiências, faço petições e tudo o que posso para o bom andamento de processos.

O advogado é função essencial à justiça, ele representa o cidadão, é ele quem vai acionar o judiciário para solucionar os conflitos. Assim, se eu preciso de alguém que fale por mim, melhor ter alguém que saiba o que está falando, não? O advogado deve saber quando, o que e como falar, e acima de tudo (e esta é uma qualidade que prezo muito, e busco muito em mim) o advogado deve saber quando litigar e quando conciliar.

Mas enfim, após este longo post vamos às unhas:

Escolhi o vermelho, pois esta é a cor que representa o Direito e a advocacia.

O esmalte escolhido foi New Color – 525 Lae, ele é meio cereja, mas infelizmente marcou quando fui dormir.

E por hoje é só.

Beijos

Anúncios

Caso tenha problemas ao comentar, atualize a página (F5) e preencha seus dados sem o email.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: