Inspiração da semana: Chaves

18 ago

Há aproximadamente 30 anos, no dia 24 de Agosto de 1984, o SBT exibia pela primeira vez um programa que se tornou marcante para toda uma geração: El Chavo del Ocho, ou simplesmente Chaves.

O seriado é tão antigo que quando ele começou a passar por aqui ele já nem estava mais sendo produzido na sua terra natal, o México, onde El Chavo del Ocho estreou em junho de 1971. Como sabem, a série conta o dia-a-dia da vila onde mora Chaves, o menino de oito anos que vive num barril. O roteiro veio de um esquete escrito por Roberto Gomez Bolaños (o Chaves no caso). Em minha opinião, o programa fez tamanho sucesso pela América Latina por relatar situações corriqueiras com as quais todo mundo se identifica, independentemente da classe social. Ele foi produzido como série independente até 1980, quando passou a ser exibido em esquetes do programa Chespirito, também de Bolaños. A última esquete foi ao ar em 1992, esta aqui:

Além do protagonista, alguns dos principais personagens do programa eram:

  • Don Ramón (Seu Madruga, no Brasil):  preguiçoso, ignorante e endividado, entretanto, simpático.

 

  • Chilidrinda (Chiquinha, no Brasil), filha do Seu Madruga, travessa e inteligente. Para dar esta impressão, optaram por colocá-la como uma menina sem dentes e que usava óculos.

 

  • Dona Florinda, a mãe superprotetora de Quico. Sempre com bóbis na cabeça hehe

 

  • Quico: mimadíssimo, teimoso e invejoso. Em uma entrevista, seu intérprete Villagrán disse que Enrique Segoviano havia proposto vários bordões e movimentos característicos de seu personagem, incluindo o choro.

 

Além desses, é claro, havia vários outros memoráveis: o professor Girafales, a metida Pópis, a bruxa do 71 Dona Clotilde, Godínez, o carteiro Jaiminho…

E não é possível falar de Chaves sem citar algumas das frases mais marcantes:

Tá bom, mais não se irrite. – Chaves
“Eu prefiro morrer a perder a vida” – Chaves
“Não quer barrigar, senhor Graxa?” – Seu Madruga a Seu Barriga
O que se deve fazer quando uma pessoa sente uma dor no coração? Apagar a luz, porque o que os olhos não vêem o coração não sente. – Chiquinha
“Ninguém tem paciência comigo.” -Chaves
“Se eu soubesse que tinha mandado um burro fazer isso, tinha feito eu mesmo.” – Seu Madruga
“As crianças de hoje são uns bárbaros, uns selvagens, uns poliglotas.” – Seu Madruga
“Que burro da zero pra ele.” – Chaves
“Eu sempre deixo as vagas de empregos para os mais jovens, e venho adotando essa nobre atitude desde os meus 15 anos!”
Seu Madruga
– “Vamos, recolha as minhas coisas e não fique com essa cara de bobo!”  – “Eu vou recolher suas coisas. Mas não vou mudar a minha cara só porquê a senhora quer!…”
Quico

Essas entre inúmeras outras! A coisa mais engraçada que eu acho em Chaves é que os personagens são as crianças interpretadas por adultos e a gente nem acha isso esquisito (ou não achava na época, sei lá, fiquei meio chocada quando descobri que o Chaves era casado com a Dona Florinda).

Vocês assistiam a Chaves? De quais cenas mais se lembram?

 

Anúncios

Uma resposta to “Inspiração da semana: Chaves”

  1. jubaoli23 22/08/2014 às 15:14 #

    fiquei super melancólica lendo esse post…
    quase chorei relembrando as frases de cada um

    mas acho que a d. Clotilde (vulgo Bruxa do 71) tinha que estar com o perfil no post 😉 hehhe

    bjs

Caso tenha problemas ao comentar, atualize a página (F5) e preencha seus dados sem o email.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: